Abastar-se

(à maneira de Neruda e Quintana)

Basta a palavra

e terás o mundo

Basta olhar o horizonte

respirar fundo

Basta pouco e tudo terás

todos aqueles que nos olhos trouxerem

o brilho da estrela mais longínqua

podem fazer a reflexão

se ela me cabe nos olhos, me cabe nas mãos.

Anúncios

Sobre luizcavalinijr

Jornalista por formação e publicitário por profissão e paixão.
Esse post foi publicado em Poesia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s