O mundo sem AGA

Meu filho Augusto (6 anos) observa durante o almoço que a letra H não deveria haver no nosso alfabeto. Teresa (9 anos) questiona: mas daí não teríamos como escrever chave. Augusto emenda: galinha fica mais difícil ainda. Eu quis entrar na conversa, dizendo que poderíamos escrever chave com x, mas desisti por conta da galinha. Abolindo o H, poderíamos xamá-la de galina. Ela não se importaria mesmo.
Anúncios

Sobre luizcavalinijr

Jornalista por formação e publicitário por profissão e paixão.
Esse post foi publicado em Pequenos Textos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s