Arquivo da categoria: Poesia

Slow Write

Eliminei gravadores e canetas esferográficas, rompi com “tablets” e “smartphones”, voltei ao tempo das canetas “bico-de-pena” para desenhar as palavras letra a letra, uma a uma, assim quem sabe fortalecer o significado de alguns momentos. Anúncios

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Razoável

Atira-me contra as palavras Tira-me a razão Leva-me Profundo Seu coração

Publicado em Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Autonomia

O cara que faz a noite Pinta suas estrelas de dourado Mesmo que sobre sua cabeça Haja um grande céu nublado.

Publicado em Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Viagem

Vou para o planalto central. Ver o sol afagar os arbustos. Sentir o bafo do coração do país logo abaixo do pulmão do planeta.

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A poesia do dia-a-dia

A poesia dos meus dias Está no movimento do seu corpo Dos músculos e nervos involuntários Que retraem num gozo prolongado e preguiçoso A poesia está nas sensações banais da nossa união Além do corpo E muito além da paixão … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

DEGENERAÇÃO NATURAL DAS RELAÇÕES

excesso de transparência, falta de mistério, o mais profundo humano revelado e o profundo humano‚ visceral, degenera mais rápido que a epiderme, a aparência. a insuportável capacidade de absorção transborda, abarrota, enxarca o outro, doído, ferido pela palavra proferida. (em … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Domingo de Natal

Futebol faz falta. Domingo sem futebol é menos um grande assunto na pauta!

Publicado em Frases, Poesia | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário